segunda-feira, 8 de outubro de 2007

O sapo

Um cara estava andando nas ruas do centro de São Paulo e viu um camelô com uma banquinha vendendo sapos. Eram aqueles sapos grandes! E havia uma placa que dizia: SAPO CHUPA-PAU. O cara perguntou:
- Que merda é esta?
O vendedor disse:
- É um sapo especial que eu desenvolvi e que chupa um pau como ninguém.
O cara ficou desconfiado, mas como estava meio mal com a mulher, e os sapos eram baratos, resolveu comprar um. Foi mais cedo pra casa, e quando, no final da tarde, a mulher chegou de volta do trabalho encontrou aquela cena: O cara estava na cama pelado, com o sapo no ombro, de olho arregalado e lendo junto com ele um livro de receitas culinárias. A mulher puta da vida
perguntou:
- Que porcaria é esta? Você na cama pelado, com este sapo horrível no ombro, e ainda por cima lendo um livro de receitas?!!!
O cara olhou pra mulher e disse:
- Se esse sapo aprender a cozinhar, você tá fudida!!!

Nenhum comentário: